Engenharia Elétrica
 
O engenheiro eletricista planeja, supervisiona e executa projetos nas áreas de eletrotécnica (potência e energia) e eletrônica (computação, microeletrônica, circuitos integrados e telecomunicações). Pode especificar, construir e aplicar sistemas de automação e controle em linhas de produção industrial. Trabalha em qualquer indústria que empregue ou construa componentes eletroeletrônicos: fábricas de celulares e aparelhos de infra-estrutura de telecomunicações, em indústrias de equipamentos eletrônicos, operadoras de sistemas de comunicação ou de sistemas de energia elétrica.

Pode, ainda, atuar em fábricas de equipamentos elétricos pesados, como motores e geradores, e em fabricantes e prestadores de serviços em computação. Outra área que absorve esse profissional é a de engenharia biomédica, que administra a operação e a manutenção de equipamentos eletrônicos em hospitais e clínicas.

O curso

Prepare-se para enfrentar muito cálculo. O currículo começa com disciplinas básicas, como matemática, física e informática. As contas acompanham o aluno também nas aulas de economia e administração. A parte mais divertida fica por conta das aulas práticas e dos experimentos em laboratório, que costumam aparecer desde o início da graduação.

A formação profissionalizante tem início no terceiro ano, com aulas de projetos de sistemas elétricos, materiais elétricos, sistemas digitais e eletromagnetismo, entre outras. O estágio é obrigatório e, geralmente, feito a partir do quarto ano. A duração média do curso é de cinco anos.
 

Onde Estudar?
 

Ver Outro Curso
  Clique Aqui
 

Mesma Categoria
 

 

Twitter Facebook Youtube
DF | Goiás | Mato Grosso | Minas | Tocantins | Editora Opirus         
Grupo Olimpo - Todos os direitos reservados.